JI-PARANÁ É PUNIDO

O Ji-Paraná foi punido na noite desta quarta-feira pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva), no auditório da FFER (Federação de Futebol do Estado de Rondônia), pelo julgamento referente a processo gerado na Segunda Divisão do Campeonato Rondoniense.

No processo 044, a Comissão Disciplinar do TJD decidiu por unanimidade proibir o Galo da BR de participar do subseqüente campeonato realizado pela FFER, após não comparecer a partida do dia 17 de outubro diante do Moto, no estádio Aluízio Ferreira, pelo jogo da volta da decisão da Segundinha.

O Ji-Paraná foi incluído no Artigo 203 (Deixar de disputar, sem justa causa, partida, prova ou o equivalente na respectiva modalidade. Pena: perda de pontos em disputa a favor do adversário, na forma do regulamento, e proibição de participar do campeonato, torneio ou equivalente, subseqüente, da mesma entidade de administração).

Com a eliminação do Ji-Paraná, ainda será aguardada a homologação da vaga do Cruzeiro na elite do futebol rondoniense. Segundo o assessor de imprensa da FFER, José de Lima e Silva, o popular J. Lima, o presidente da FFER, Heitor Costa, se pronunciará sobre o caso após o encerramento dos prazos dos recursos, o que deverá acontecer na próxima semana. “A FFER vai cumprir com o que diz o regulamento”, frisou Lima.

Com isso, o Ji-Paraná Futebol Clube fica afastado do Estadual 2010 e somente voltará as disputas em 2011, quando novamente participará da divisão de acesso ou seja 2ª Divisão.

De acordo com o regulamento da Segundinha, em seu capítulo VI, Art. 9°, em seu parágrafo 1°, que trata sobre acesso, diz: “Caso haja desistência ou impedimento, tanto da equipe campeã quanto da equipe vice-campeã, em participar do Campeonato Rondoniense 2010, assumirá a vaga a associação melhor classificada no campeonato”.

Assim, com a eliminação do Galo da BR, vice-campeão, o Cruzeiro, que terminou a Segundinha na terceira posição, tem por direito a vaga assegurada na elite.

O gerente de futebol do clube, Valdenir Pinheiro de Paula, o “Maritaca”, que vem respondendo pela diretoria do clube, confirmou que recorrerá da decisão.

O Galo da BR ainda possui três dias úteis para recorrer à decisão do TJD.

Outro processo

O processo 043 será julgado somente no próximo dia 18, às 18h30min, onde o Galo da BR foi incluído no artigo 233 (Deixar de cumprir obrigação legal por fato ligado ao desporto. PENA: multa de até R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais), suspensão até o cumprimento da obrigação) do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) e Art. 24 (A não realização da partida, sujeitará o clube respectivo, sem prejuízo de sanções previstas neste regulamento na legislação disciplinar desportiva, a perda da cota da renda que lhe caberia que será imediatamente recolhida na tesouraria da FFER) do Regulamento da FFER.

Futebol do Norte

EM CLIMA DE APREENSÃO, JI-PARANÁ SERÁ JULGADO AMANHÃ

A diretoria do Ji-Paraná iniciou a semana apreensiva com julgamento do time, previsto para esta quarta-feira. Nos processos em pauta, o que mais preocupa os dirigentes é a possibilidade de levar uma grande punição por não ter comparecido à partida que seria disputada dia 17 de outubro, diante do Moto Clube, no estádio Aluízio Ferreira, devido a problemas internos que originaram a um complô dos próprios jogadores. Os processos serão julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) que não tem nenhum vinculo com a Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), ou seja, qualquer que seja o resultado, é exclusivamente de competência do Tribunal.
Dentre os processos que serão julgados nesta quarta-feira, às 18h30, o Ji-Paraná foi incluído nos Artigos 203 (Deixar de disputar, sem justa causa, partida, prova ou o equivalente na respectiva modalidade. Pena: perda de pontos em disputa a favor do adversário, na forma do regulamento, e proibição de participar do campeonato, torneio ou equivalente, subseqüente, da mesma entidade de administração).
Segundo informações, nos dias que antecederam ao jogo contra o Moto, os jogadores do Ji-Paraná decidiram que não entrariam em campo, alegando falta de pagamento, fato noticiado na mídia esportiva. Sem contar com a presença dos jogadores, o Ji-Paraná não disputou o jogo contra o representante de Porto Velho e, agora, espera uma punição branda por parte do TJD.



Órgão Independente da FFER

De acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, no seu artigo 3º, o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), é um órgão autônomo e independente das entidades de administração do desporto, com o custeio de seu funcionamento promovido na forma da Lei. O artigo tira dúvidas de que o TJD não detém nenhum vínculo com a Federação de Futebol do Estado de Rondônia, como ainda acreditam alguns dirigentes do futebol rondoniense.
Por tanto, segundo explicação de membros do Tribunal de Justiça Desportiva, o órgão, no limite da jurisdição territorial de cada entidade de administração do desporto e da respectiva modalidade, têm competência para processar e julgar matérias referentes às infrações disciplinares e competições desportivas, praticadas por pessoas físicas ou jurídicas.
O presidente da Federação de Futebol do Estado de Rondônia, Heitor Costa, ao ser questionado sobre as possibilidades de punições severas ao Ji-Paraná, disse que o julgamento é de única competência do TJD voltando a afirmar que se trata de um órgão independente de suas decisões. “Criou-se um mito de que o TJD é administrado pela Federação de Futebol. O que não é verdade, pois trata-se de um órgão criado pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva sem vinculo de decisões com a entidade maior do futebol rondoniense”, declarou Heitor, afirmando que, o mesmo mito se repete quando o assunto é o estádio Aluízio Ferreira. “Alguns desinformados ainda pensam que o estádio é da federação ou até mesmo do Heitor Costa, o que não é verdade, pois o Aluizão é do Estado”, explicou.

Portal Jipa




[ ver mensagens anteriores ]
Nos siga no Twitter Ji-Paraná FC Nossos Parceiros Futebol do Norte Vilhena E.C




Meu Perfil
BRASIL , Norte , JI-PARANA , Homem , de 15 a 19 anos , Portuguese , Spanish
ICQ - 344868319

 
 
Visitante número: