EM JOGO DE NOVE GOLS, ITABUNA DERROTA O JI-PARANÁ

O Itabuna (BA) encerrou sua participação na Copa São Paulo de Futebol Júnior com vitória. A equipe derrotou o Ji-Paraná (RO) por 6 a 3, nesta quarta-feira (12), em Limeira, pelo Grupo M.

O time baiano foi a três pontos e encerra a competição na terceira posição da chave. O Ji-Paraná se despede sem pontuar.

A partida foi muito disputada e as duas equipes, já eliminadas, fizeram um bom jogo, no qual o Itabuna prevaleceu em campo e conquistou a vitória. Mas quem abriu o placar foi o Ji-Paraná, com Dodô.

Lesson empatou a partida aos 18 minutos e Willian, aos 24, se encarregou de virar a partida. David, aos 41, marcou o terceiro para o Itabuna, mas Dodô e Assis, alguns minutos depois,  voltaram a igualar o placar.

No segundo tempo, o Itabuna partiu para cima e construiu a vitória, com gols de Lesson, que anotou dois, e de Mateus.

Fonte: Federação Paulista de Futebol

INTER DE LIMEIRA VENCE O JI-PARANÁ E DECIDIRÁ O PRIMEIRO LUGAR DO GRUPO COM O SÃO PAULO


A Internacional deu um passo importante rumo à classificação para a segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Juniores. Jogando sábado à noite no Limeirão diante de um público mediano, a equipe limeirense derrotou o Ji-Paraná/RO por 3 a 0, mas continua em segundo lugar do Grupo M pelo saldo de gols, já que na preliminar o São Paulo fez 3 a 1 no Itabuna/BA.

Com isso, Tricolor e Leãozinho somam os mesmos 6 pontos ganhos, só que o saldo de gols do time da Capital é de 7 contra 4 da Inter. Sendo assim, o São Paulo jogará por um simples empate na próxima quarta-feira, às 21h, no mesmo Major Levy, para terminar em primeiro lugar do grupo.

A Inter precisará de uma vitória simples. Se perder, o time de Gil Ribeiro poderá até ficar com uma das nove vagas destinadas aos segundos melhores, desde que a diferença de gols não seja grande, por exemplo perdendo por um gol de diferença. Espera-se um público superior a 15 mil torcedores.

A Inter entrou em campo diante do Ji-Paraná já sabendo o resultado do São Paulo, bem ao contrário da primeira rodada, quando a equipe limeirense abriu a competição vencendo o Itabuna por 1 a 0, enquanto o Tricolor fez 5 a 0 no Ji-Paraná no jogo de fundo, também debaixo de muita chuva. Com os 3 a 1 do time da Capital no Itabuna, o "Leãozinho" estava ciente de que precisaria fazer 6 a 0 no Ji-Paraná para igualar ao São Paulo na liderança, ou 7 a 0 para assumir a ponta do Grupo M. A Inter até poderia conseguir tal feito, mas o campo pesado e castigado pela chuva complicou a vida dos homens de frente da Veterana.

A primeira chance da Inter aconteceu aos 12 minutos. Falta cobrada pelo ala Bruno Reis da ponta-direita e defesa do goleiro Felipe, que mandou para escanteio. É bom lembrar que uma poça d'água foi o "melhor zagueiro da Inter no jogo". Aos 13 minutos, Lucas Santos puxou um contra-ataque pelo meio e fez um passe milimétrico para o zagueiro Jean Carlos. O becão apareceu livre no ataque e quando disparava em velocidade para abrir o placar, a poça segurou a bola, impedindo sua entrada na área. Sorte do time da casa.

No minuto seguinte, Cauê, que disputou a Copinha de 2010 e foi o autor do único gol leonino no meio de semana, fez um lançamento primoroso do campo de defesa para Gabriel. O centroavante trombou com o goleiro e marcou. Acontece que o gol foi corretamente invalidado pelo árbitro Ederson Martins Deodato, que apontou a falta do atacante.

O time de Rondônia voltou assustar com Jean Carlos. O zagueiro cobrou uma falta da meia-direita e a bola raspou o travessão de Felipe. Quando o Ji-Paraná começou a gostar do jogo, a Inter tratou de abrir o placar. No lançamento longo do zagueiro Davison, a zaga visitante resvalou e a bola caiu nos pés de Gabriel, que teve tranquilidade para tirar o marcador da jogada e bater com categoria na saída de Felipe: 1 a 0. Foi o primeiro gol do goleador do Paulista Sub-20 na Copinha.

Com a abertura no placar, a Inter passou a acreditar em uma goleada. Aos 23 minutos, Cauê aproveitou uma saída errada da defesa do Ji-Paraná e tentou encobrir Felipe da meia-direita. A bola ganhou altura e foi embora.

O time de Rondônia apostava suas fichas no grandalhão Lennon. Aos 31 minutos, na primeira vez que o atacante foi acionado, ele ganhou com o corpo de Bruno Reis e chutou cruzado da direita, na rede pelo lado de fora. Só que "uma andorinha não faz verão".

O "Leãozinho" mandava no jogo e era bem superior ao rival. Aos 34 minutos, o ala Jefferson, um dos melhores em campo, ganhou uma disputa no carrinho pela meia-esquerda e decidiu arriscar da intermediária. O goleiro Felipe se esticou todo para desviar para escanteio.

A Inter tratou de ampliar no fim da primeira etapa. Aos 40 minutos, Cauê levantou para a área e o zagueiro Davison escorou na trave. Ele mesmo aproveitou o rebote para fazer 2 a 0. Foi o primeiro gol do capitão leonino na Copinha. Os leoninos foram para os vestiários aplaudidos pelos torcedores.

2º tempo

Com a vantagem de 2 a 0 no placar, a Inter voltou com a mesma formação para a etapa complementar. Logo no primeiro minuto, Gabriel costurou a defesa adversária e serviu Léo. O filho do presidente Ailton Oliveira mandou por cima do gol.

O Ji-Paraná quase surpreendeu a defesa leonina aos 5 minutos. Em jogada ensaiada de falta pela esquerda, Giovanni tocou para Lucas Santos, que livre de marcação, cruzou na cabeça do zagueiro Júnior Ferreira. A bola passou à esquerda de Felipe.

A Inter apertou o ritmo e em nova jogada individual de Jefferson, o ala deixou Léo em ótimas condições de marcar. O ponta bateu cruzado e rasteiro para a defesa de Felipe. Já no escanteio cobrado por Yan aos 16 minutos, o zagueiro leonino Emerson, posicionado na segunda trave, escorou na rede pelo lado de fora.

Gabriel voltou a aparecer no jogo a partir dos 24 minutos. O goleador foi lançado na esquerda e chutou rasteiro da entrada da área. O goleiro Felipe deu rebote e o lateral Róbson, na tentativa de tirar a bola de Fábio que poderia fazer o terceiro, por pouco não marcou contra. A bola raspou o travessão do Ji-Paraná.

Três minutos depois, Gabriel se livrou de dois marcadores e mandou um "tubaço" de fora da área. Felipe voou em seu canto direito para mandar para escanteio. Esse goleiro do time de Rondônia tem futuro. O terceiro gol saiu apenas aos 38 minutos. O endiabrado Jefferson deu uma meia-lua sensacional em Assis pela direita, invadiu a área e cruzou na medida para o gol de barriga de Joéber - bem ao estilo de Renato Gaúcho nos tempos de Fluminense: 3 a 0. Todos correram para abraçar Jefferson, pela linda jogada. Gil Ribeiro ainda colocou Guilherme para aumentar a velocidade do ataque, mas o quarto gol não pintou.

O time visitante tentou o gol de honra nos minutos finais, mas não conseguiu. Aos 45, na jogada de Lennon, o meia Arthur recebeu na entrada da área, porém exagerou na força, chutando por cima e jogando fora a última chance de marcar seu primeiro gol na competição. Fim de jogo e como sempre acontece na Copinha, os jogadores foram comemorar com as torcidas organizadas posicionadas na arquibancada descoberta. Que venha o São Paulo!

Ficha Técnica:

Internacional 3 x 0 Ji-Paraná

Gols -
Gabriel aos 20 e Davison aos 40 minutos do 1º tempo; Joéber aos 38 minutos do 2º tempo (IN)
Local - Estádio Major José Levy Sobrinho
Árbitro - Ederson Martins Deodato
Auxiliares - Décio Casagrande Portiéri e William Rodrigues Deodato
Público - aproximadamente 1.000 torcedores
Internacional - Felipe; Jefferson, Davison, Emerson e Bruno Reis; Joéber, Yan, Giovanni (Fábio) e Cauê; Gabriel (Guilherme) e Léo (Paulinho). Técnico - Gil Ribeiro.
Ji-Paraná - Felipe; Yago, Júnior Ferreira, Jean Carlos e Róbson (Arthur); Chicão, João Paulo (Luizinho), Lucas Santos e Raul; Lennon e Giovane (Assis). Técnico - Luciano Almeida.
Ocorrências - cartões amarelos para Yan (IN), Jean Carlos e João Paulo (JI).

Fonte: Blog do Edmar Ferreira




[ ver mensagens anteriores ]
Nos siga no Twitter Ji-Paraná FC Nossos Parceiros Futebol do Norte Vilhena E.C




Meu Perfil
BRASIL , Norte , JI-PARANA , Homem , de 15 a 19 anos , Portuguese , Spanish
ICQ - 344868319

 
 
Visitante número: